O que é retravar? Como usar a EigenLayer

Aprenda como retravar seus tokens no Ethereum e como funcionam projetos populares como EigenLayer e travas líquidas.

Mar 08, 2024
|

What Are Restaking And How Does It Work

Principais informações:

  • Retravar permite que os usuários travem simultaneamente tokens na blockchain principal e em outros protocolos, protegendo várias redes e potencialmente ganhando recompensas adicionais.
  • Os traders que retravam podem aumentar suas recompensas, recebendo-as tanto da rede original quanto da rede de retrava.
  • Existem diferentes opções de retrava, incluindo retrava nativa no EigenLayer para Ethereum e retrava líquida, permitindo que os usuários travem ativos na rede principal e em outros protocolos.
  • Redes de retrava como a EigenLayer aceitam vários ativos além de seu token nativo, melhorando a segurança da rede e aproveitando a liquidez do mercado DeFi, o que pode gerar receita para os usuários e o protocolo.
  • Os usuários que optarem por retravar devem estar cientes dos riscos associados, incluindo os riscos de corte e rendimento.

Retravando, os usuários podem travar os mesmos tokens na blockchain principal e em outros protocolos, garantindo várias redes ao mesmo tempo e mais recompensas potenciais, ao mesmo tempo em que aceitam maior risco de corte. Veja como tudo funciona.

O que é retravar?

Retravar permite que tokens de trava líquida sejam travados com validadores em outras redes. Isso permite que os usuários ganhem mais recompensas enquanto ajudam a melhorar a segurança na rede de trava por meio do mecanismo de consenso Proof of Stake (PoS). 

A retrava foi concebida para melhorar a utilidade dos tokens travados, que geralmente estão adormecidos em blockchains PoS. Agora, os protocolos de retrava colocam esses tokens em uso. Um dos exemplos mais conhecidos é EigenLayer, que permite que os protocolos aproveitem a rede de confiança do Ethereum sem precisar estabelecer seus próprios conjuntos de validadores.

Além da trava líquida, a retrava também pode ser aplicada como um redepósito de recompensas obtidas ao travar no mesmo a fim de aumentar os lucros futuros, no entanto, este artigo se concentra na trava de tokens de trava líquida.

Iniciante em travas e travas líquidas? Aprenda o básico aqui.

Como funciona a retrava

Retravar, como o nome sugere, envolve travar um ativo mais uma vez após o período inicial de trava. Este processo permite que o ativo travado seja utilizado noutro programa ou plataforma de trava, reforçando a sua utilidade e proporcionando ao titular um conjunto adicional de recompensas, embora com riscos de corte acrescidos.

Vejamos um exemplo do ecossistema Ethereum. A rede Ethereum é conhecida por seu consenso PoS de alta segurança, graças a inúmeros validadores e ampla distribuição. No entanto, ETH travados ficam adormecidos no Ethereum, o que provocou o desenvolvimento de derivativos de trava líquida. A trava líquida transforma ETH travados em tokens líquidos, que podem ser usados em DeFi.

E como a trava líquida elimina o requisito de trava mínimo de 32 ETH, ela permite que os detentores de pequenas participações agrupem seus ativos com outros usuários e potencialmente permitam que eles se beneficiem de recompensas de trava.

A retrava leva esse conceito um passo adiante. Esses protocolos permitem que outros protocolos descentralizados usem ativos travados no Ethereum para sua própria segurança. Tanto os validadores quanto os nominadores das travas podem ganhar várias recompensas; uma vez da rede Ethereum principal e, além disso, do protocolo para o qual eles são retravados.

Como retravar seus tokens

Abaixo está uma breve visão geral de diferentes tipos de retrava:

EigenLayer

Exclusivo para usuários que operam um nó validador Ethereum, a retrava nativa da EigenLayer é facilitada por meio de uma série de contratos inteligentes. Esses contratos gerenciam os ativos travados sob um nó validador, garantindo a segurança criptoeconômica fornecida pelos protocolos de retrava.

Os validadores que optarem pela participação no programa de retomada devem baixar e executar um software de nó adicional específico para o módulo de retomada. Ao fazer isso, os validadores se comprometem com os termos de retomada da EigenLayer, que incluem a adesão a uma condição de corte adicional.

Retrava líquida

A retrava líquida, outra forma de retravar, envolve o uso de tokens de trava líquida. Nesse processo, um usuário inicialmente trava seus ativos com um validador e, em seguida, recebe um token representando sua participação com esse validador. Agora, o usuário pode travar o token da trava líquida no protocolo de retrava. 

Veja aqui como fazer travas líquidas na Crypto.com.

Uma vez que os tokens são depositados no protocolo de retrava, os usuários têm a flexibilidade de explorar aplicativos descentralizados disponíveis (dapps) para retomar seus tokens. Esses dapps, conhecidos como TActive Validated Services (AVS) na EigenLayer, usam a trava líquida para aprimorar sua infraestrutura de segurança por meio do processo de retrava.

Benefícios de retravar

  • Recompensas aprimoradas: Os usuários podem potencialmente aumentar seus ganhos travando ativos em duas redes.
  • Maior segurança: quanto mais ativos travados, maior o valor de uma rede, aumentando sua resiliência contra ataques. Essa maior segurança o torna um hub confiável para dapps, protocolos e plataformas.
  • Dumping reduzido: Retravar torna o token original mais versátil, o que desencoraja o dumping. O aumento da utilidade ajuda a evitar a perda de valor para o projeto e seus investidores, promovendo um ecossistema mais estável e sustentável.

Contras de retravar

  • Corte: Retravar introduz condições de corte adicionais em troca de recompensas elevadas. Dependendo dos termos do protocolo, o corte representa o risco de perda significativa de ativos para os validadores que violarem as regras. Os usuários que optarem por participar estão vinculados às regras do contrato e enfrentam penalidades de corte por comportamento mal-intencionado.
  • Riscos de rendimento: Enquanto o EigenLayer visa permitir que os protocolos aproveitem a rede de confiança descentralizada do Ethereum para segurança, retravas são motivadas principalmente pelo sistema de recompensa. Isso pode levar os usuários a escolher protocolos com o maior rendimento, potencialmente impactando a rede de camada 1. Também há preocupação de que os usuários possam perceber a retrava como um produto financeiro rápido e altamente alavancado.
  • Impacto nas blockchains de camada 1: Como destacado pelo cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin, a retrava representa um risco para as blockchains de camada 1. Protocolos que dependem do consenso social do Ethereum para uma bifurcação ou reorganização no caso de grandes perdas podem levar a conflitos sobre a versão canônica da camada 1. O fundador da EigenLayer, Sreeram Kannan, sugere que os aplicativos que reutilizam o conjunto de validadores do Ethereum não devem ser resgatados pelo consenso social da camada 1.

Conclusão: Vale a pena retravar?

Retravar tokens promete maior eficiência de capital e lucros duplos para usuários dispostos a assumir os riscos associados. O EigenLayer e outros projetos oferecem a chance de retravar e desbloquear o potencial de tokens travados em várias redes e explorar o mercado de DeFi.

Os possíveis benefícios de retravar vão desde melhores recompensas e maior segurança da rede até a mitigação do risco de despejo de ativos e o reforço da segurança e descentralização da rede nativa. No entanto, esses ganhos potenciais não estão isentos de ressalvas. Os riscos incluem vulnerabilidades de contratos inteligentes, comportamento fraudulento de validadores e maior exposição a cortes – todos os quais exigem uma consideração cuidadosa por parte de usuários interessados em retravar tokens.

Além disso, o impacto de retravar nas blockchains de camada 1, destacado pelo cofundador da Ethereum, Vitalik Buterin, ressalta a necessidade de uma abordagem cautelosa. A confiança no consenso social e potenciais conflitos no caso de perdas significativas levanta questões sobre os efeitos de longo prazo da retrava no ecossistema blockchain mais amplo.

Faça a diligência devida e sua própria pesquisa

Todos os exemplos listados neste artigo são apenas para fins informativos. Você não deve interpretar tais informações ou outros materiais como conselhos legais, fiscais, de investimento, financeiros, de segurança cibernética ou outros. Nada contido neste documento constituirá uma solicitação, recomendação, endosso ou oferta por Crypto.com para investir, comprar ou vender quaisquer moedas, tokens ou outros criptoativos. Os retornos sobre a compra e venda de criptoativos podem estar sujeitos a impostos, incluindo imposto sobre ganhos de capital, em sua jurisdição. Quaisquer descrições de Crypto.com produtos ou recursos são meramente ilustrativos e não constituem um endosso, convite ou solicitação. 

O desempenho passado não é uma garantia ou preditor de desempenho futuro. O valor dos criptoativos pode aumentar ou diminuir, e você pode perder todo ou uma quantidade substancial do seu preço de compra. Ao avaliar um criptoativo, é essencial que você faça sua pesquisa e diligência para fazer o melhor julgamento possível, pois qualquer compra será de sua exclusiva responsabilidade.

Tags

eigenlayer

liquid staking

staking

Compartilhar com amigos

Pronto para começar a sua jornada pelas criptos?

Receba o guia passo a passo para abrir uma conta na Crypto.com

Ao clicar no botão Começar, você reconhece ter lido o Aviso de Privacidade da Crypto.com, no qual explicamos como usamos e protegemos os seus dados pessoais.
Mobile phone screen displaying total balance with Crypto.com App

Common Keywords: 

Ethereum / Dogecoin / Dapp / Tokens